1empresa

150innovacionElmasa Tecnología del Agua se caracteriza pela busca de soluções aos novos desafios diários na gestão do ciclo integrado da água, liderando a implementação da tecnologia de água focada na dessalinização nas Ilhas Canárias.

A fim de proporcionar elevados níveis de qualidade a Elmasa ,que está ciente da necessidade de desenvolver alternativas tecnológicas inovadoras que permitam melhorar a produtividade e reduzir custos. Para isso, a empresa tem trabalhado por anos com os principais centros de pesquisa das Ilhas Canárias e com outras empresas do sector.

 O principal projectos de de I&D+i em que Elmasa participou são:


Em 1974, a empresa foi pioneira na implementação de emissários submarinos para a evacuação das águas depuradas e de salmouras das estações de tratamento de águas residuais e dessalinizadas.
Juntamente com o Consejo Insular de Aguas de Gran Canaria, realizaram estudos para a recarga do aquífero mediante águas depuradas. Também elaboraram vários estudos-piloto de reutilização da água depurada na agricultura, jardins públicos e campos de golfe, proporcionando para isso parcelas para a experimentação e a realização de estudos de campo.
Nos anos 90 se instalaram os primeiros concentradores de salmoura como segunda etapa na estação de dessalinização de Maspalomas II.
Elmasa participou juntamente com o Instituto Tecnológico de Canarias (ITC), o Centro de Experimentación de Obras Públicas (CEDEX), o Instituto Canario de Ciencias Marinas (ICCM) e as empresas Canaragua e DHI, entre outros, no projecto: "Estudo da viabilidade técnica dos difusores Venturi nos resíduos de salmoura procedentes do processo de dessalinização com melhoria no processo de diluição e do impacto ambiental no ecossistemas marinhos”. Onde os especialistas em hidráulica começaram um estudo sobre os parâmetros hidrodinâmicos da área conhecida como Bahia Feliz, para reunir mais informações da área afectada.
Estes resultados permitiram interpretar o comportamento de pluma salina e desenhar edutor Venturi a fim de minimizar o impacto ambiental do derramamento ao mar e minimizar os efeitos negativos sobre os ecossistemas marinhos existentes na área. Os testes realizados mostraram que a diluição da solução salina é completa quando a pluma toca o fundo do mar, o que confirma a funcionalidade e validade do desenho.
Este estudo levou ao fabrico e instalação do edutor Venturi no ponto final da descarga do colector de rejeição da salmoura da estação de dessalinização de Maspalomas I.
Para saber mais sobre o projecto Venturi clic aqui.
Também lançou estações piloto de remineralização com leitos de calcite em colaboração com a Fundación Centro Canario del Agua, da ultrafiltração e osmose inversa para o estudo e análise de processos e materiais em várias fases de produção e de tratamento de água para abastecimento.
Em colaboração com a Universidad de Las Palmas de Gran Canaria se realizou em 2016 em estudo dos processos de biofouling para reduzir os microorganismos indesejáveis nas estações de dessalinização com entradas de água do mar aberta. Actualmente, na IDAM de Maspalomas I estão a ser aplicadas soluções com base nos resultados do estudo para melhorar o processo e diminuir a quantidade de lavagem dos diferentes equipamentos.

ELMASA Tecnología del Agua, S.A. le informa del uso de cookies que permiten ofrecer un correcto funcionamiento del sitio. Al continuar con la navegación dará el consentimiento tácito a la instalación de dichas cookies. Para encontrar más información visite política de privacidad.

Acepto las cookies de este sitio web.